Ligadura Elástica de Varizes de Esôfago

Ligadura Elástica de Varizes de Esôfago

As varizes esofágicas são veias dilatadas que podem ser ocasionadas por doenças relacionadas ao aumento da pressão das veias do sistema porta (Hipertensão Porta), como por exemplo a cirrose hepática.

Varizes esofágicas estão presentes em metade dos pacientes cirróticos; são inicialmente finas, retas e se localizam na porção distal do esôfago, porém, podem se tornarem grossas, tortuosas e acometerem a porção proximal do órgão. O tempo de crescimento das varizes está diretamente relacionado à pressão no sistema portal, gravidade da disfunção hepática e predisposição individual.

Quando calibrosas e/ou associadas a função hepática comprometida, as varizes podem se romper e culminar em quadro grave de hemorragia digestiva.

A endoscopia digestiva alta (EDA) é o método ideal para diagnóstico das varizes esofágicas, devendo ser realizada em todos os pacientes com diagnóstico de cirrose hepática. Além disso, durante a EDA, podemos identificar os principais sinais endoscópicos indicativos de risco elevado de ruptura, sendo possível assim, estratificar o risco de sangramento.

A ligadura elástica é o método endoscópico que tem sido mais utilizado na profilaxia do sangramento varicoso. Esse procedimento, pode ser realizado tanto para evitar a ruptura das varizes, quanto para cessar o sangramento vigente. Em pessoas que já apresentaram episódio prévio de hemorragia varicosa, a terapia com ligadura é indicada para reduzir o risco de novo evento.

Ligadura Elástica de Varizes de Esôfago

Esse procedimento é realizado durante o exame de endoscopia digestiva alta sob sedação, sendo utilizado um dispositivo, o qual é conectado à ponta do endoscópio, este possui de 06 a 12 bandas (anéis de borracha), que são liberadas sob controle endoscópico – o endoscopista identifica as varizes e aspira o ponto à ser ligado para o interior desse dispositivo, que quando acionado, libera um dos anéis de borracha, que estrangula a porção da variz que foi aspirada.

Ligadura Elástica de Varizes de Esôfago

Este estrangulamento faz com que a variz diminua de tamanho até “secar”, isso ocorre em aproximadamente 2 semanas após o procedimento. Geralmente é necessário mais de uma sessão (média de 4 sessões para o tratamento completo). Cada sessão dura em torno de 30 minutos, podendo ser repetida a cada 15 a 30  dias conforme a necessidade, até o desaparecimento das varizes.

Ligadura Elástica de Varizes de Esôfago

Após o procedimento, o paciente pode apresentar leve desconforto à deglutição, que é cessado em até 3 dias. Nesse período, deve-se realizar dieta líquida e pastosa e evitar alimentos quentes que possam soltar os anéis de borracha antes do tempo e predispor sangramento.

O procedimento de Ligadura Elástica de Varizes de Esôfago poderá ser indicado no momento pertinente pelo médico, que realiza o acompanhamento periódico do paciente.

Para ser submetido à este procedimento, são necessários resultados de exames laboratoriais recentes, como hemograma e coagulograma completos.

Dra. Juliana Trazzi RiosDra. Juliana Trazzi Rios
· Especialista em Endoscopia Digestiva pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva.
· Pós-graduação em endoscopia oncológica no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo – ICESP.
· Médica do Serviço de Endoscopia do Instituto do Coração (InCor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
· Médica do Serviço de Endoscopia Digestiva do Hospital Alemão Oswaldo Cruz – HAOC.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *